segunda-feira, 8 de junho de 2009

memória !

"A vantagem de ter péssima memória é divertir-se muitas vezes com as mesmas coisas boas como se fosse a primeira vez."
Friedrich Nietzsche

Quantos de nós, não gostariam de perder algumas das suas memórias?
Quantos de nós, não gostariam que um momento perdurasse eternamente no nosso pensamento?
O que fazer das nossas memórias ?
Relembrar ou esquecer???

6 comentários:

Anónimo disse...

A memória focaliza coisas específicas, requer grande quantidade de energia mental e deteriora-se com a idade. É um processo que conecta pedaços de memória e conhecimentos a fim de gerar novas idéias, ajudando a tomar decisões diárias.

por vezes seria mais fácil comandar a nossa memória, fazer um simples "delete" quando as coisas não fossem do nosso agrado. Manter as memórias inócuas era o ideial para o nosso eu interior. Mas será que assim eramos verdadeiramente felizes?
Séra que esquecer, relembrar, viver interiormente com pensamento na memória faz-nos felizes?
Será que a felicidade existe?

m disse...

Gostei da citação do Friedrich Nietzsche, e acho que sem dúvida a memória é um bem mais que precioso que nós todos temos!
Mas se formos a pensar bem sobre este assunto por vezes a memória é um pouco "má" porque nos trás certas recordações que muitas vezes nós gostaríamos de esquecer, mas como se diz "recordar é viver" (:

Angelo Sá disse...

Quanto à questão da felicidade, é um temo bastante pertinente, e muito subjectivo.
Acho que a felicidade vive-se em momentos, e depende da personalidade e dos objectivos que pretendemos para a nossa vida.
Acredito que existe, todos nós temos momentos do dia ou dias em que somos felizes.:)
Apagando a memória talvez conseguissemos ser verdadeiramente felizes :)))

Ângela disse...

Será que apagando a memória talvez conseguíssemos ser verdadeiramente felizes?
Às vezes o nosso estado de felicidade resulta do facto de no momento presente termos já ultrapassado difíceis momentos, más situações... Isto é, é a presença na nossa mente daquelas más memórias que nos fazem perceber que agora estamos melhor, que aquilo que temíamos foi ultrapassado e, essas recordações poderão até lembrar-nos daquilo que aprendemos nessas ocasiões...

Se de cada vez que uma "má" memória fosse criada a apagássemos de imediato e guardássemos apenas as boas recordações, então talvez vivêssemos num estado de felicidade permanente...

Mas seria isso possível? Poderíamos nós distinguir esse estado de felicidade, perceber que nesse momento estavamos felizes se não nos lembrássemos o que era a infelicidade??
Na minha opinião só conseguimos dar valor ao que é bom se nos lembrarmos de que como são as coisas más... É isso que nos permite fazer a distinção... :)

Quanto à brilhante citação, é bom que nos divirtamos muitas vezes com as mesmas coisas boas como se fosse a primeira vez, mesmo que não tenhamos péssima memória! =D

Angelo Sá disse...

Estava a ser irónico na ultima frase do comentário.
E concordo ctg quando dizes que vendo as coisas más que passamos é que conseguimos perceber o momento em que estamos !
Mas a vida é mesmo assim, não pode ser demasiado facil senão perdia a piada :D

Ângela disse...

Exactamente!... ;D