quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Poesia lusitana !

A vida

É vão o amor, o ódio, ou o desdém;
Inútil o desejo e o sentimento...
Lançar um grande amor aos pés de alguém
O mesmo é que lançar flores ao vento!

Todos somos no mundo ""Pedro Sem"",
Uma alegria é feita dum tormento,
Um riso é sempre o eco dum lamento,
Sabe-se lá um beijo de onde vem!

A mais nobre ilusão morre... desfaz-se...
Uma saudade morta em nós renasce
Que no mesmo momento é já perdida...

Amar-te a vida inteira eu não podia.
A gente esquece sempre o bem de um dia.
Que queres, meu Amor, se é isto a vida!

Florbela Espanca

1 comentário:

Sirigaita disse...

ganhei o dia contigo.
Ja nao lia florbela espanca ha anos.é deprimente mas todos nós gostamos de curtir uma boa fossa de vez em quando e eu adoro a florbela espanca.
thanks for sharing*

PS:eu respondi ao teu comment no meu blog mas decidi visitar te ate pk nunca te vi antes (penso eu..)
obrigada pelas tuas palavras.Sejas tu um bom ou mau exemplo,o que interessa é ke tens razao no ke dizes e eu sei admitir isso.A ansiedade e minha inimiga nr um.Eu preciso de adrenalina por natureza..I need heartbeats*

Kiss Kiss,
See u around i hope*